Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Telectu

Telectu

Música & Festivais | Concerto

Salão Brazil JACC

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 12 anos
2018
nov
17

Sessão

17 nov 2018 22:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

60 minutos

Promotor

Jazz ao Centro Clube

Breve Introdução

Vítor Rua e António Duarte revisitam "Belzebu"

"A nave “Telectu” beijou languidamente a superfície do planeta “Salão Brasil”.
O oiro do rio cravejava em mil estrelas o firmamento da ramagem; raios de vento solar agitavam os anéis refulgentes da água, argênteos cometas sopravam nas “Rotas” do veludo das folhas.
Cada cintilação era relativa a um som específico no radar mental.
Muito longe, a neblina de Betelgeuse, quase uma “Opera” silenciosa; além, Aldebaran, mais próxima e intensa, chispando clusters; com um ruído fantástico, a fosforescente Alfa Centauri; deleitou-se com a energia sónica radioforme do frutedo de Cassiopeia; mini-relâmpagos de “Tenet” alumiavam o líquido Orion num som estrídulo percussivo e contínuo de “Arepo”.
Ouvia-se o chocalhar do rio na sua curva de Via Láctea, rasgando a vegetação atonal; a nebulosa magalhânica das copas; o estampido duma super nova ofuscante; seguiu-se um vazio silêncio que cegava… depois… misticamente… glissando e, súbita agitação das folhas audiovisuais prenhes de seiva.
Ouviu-se uma gama entre sons infra e ultra, raios resplandecentes “Sator”,
Impulsos sonoros analógicos variáveis , cordas eléctricas sibilantes.
Na perspectiva textural, uma corola, Tau Ceti, roçava em elipses as pétalas de Andrómeda; pressentiu-se o explodir microacústico dum planetóide alojado numa semente; a queda asa delta amarela dum meteoro arpejado vindo do topo da árvore dissonante que ao poisar no solo levantou poeira sideral.
O concreto e o imaginário; mais longe até a vista ficar louca de som imenso: o Sol, que naquela manhã embebedava de radiações audioextravagantes… e nos confins da Galáxia, entre os sons da Natureza - uma melodia arcaica de uma guitarra Fender Jaguar a esvair-se...
“Música!”- o Humano não estava só no Universo...". Vitor Rua

Preços

  • Geral - 8€

Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

D'ALVA

Música & Festivais | Concerto

Salão Brazil JACC

Sala Principal

Beautify Junkyards

Música & Festivais | Concerto

Salão Brazil JACC

Sala Principal