Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
O Mandarim

O Mandarim

Teatro & Arte | Teatro

T. M. Joaquim Benite

Sala Experimental
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2019
mai
21
a
2019
mai
26
Realizado

Duração

75 minutos

Promotor

Teatro Municipal Joaquim Benite

Breve Introdução

Mestre supremo da ironia, impiedoso a retratar uma sociedade sem grandeza e sem fibra (A. J. Saraiva e Óscar Lopes), Eça de Queiroz (1845-1900) lançou um olhar novo sobre a Humanidade (tendo-se especializado sobretudo na portuguesa, no que tem de tragicamente constitutivo e, por inerência, endémico). Apesar de nunca ter ido à China, Eça conheceu a comunidade imigrante chinesa de Cuba (onde foi cônsul em Havana, território insular que, ao tempo, pertencia às denominadas Antilhas Espanholas), ou seja, os chineses da mão-de-obra colonial escrava da época muitas vezes provindos de Macau e interessou-se por esse outro sobre quem os europeus invariavelmente lançavam (e ainda lançam) um olhar uniformemente ignorante.

O mandarim, novela de 1880 que integra a obra já da maturidade estética do autor, faz parte do catálogo geral do Plano Nacional de Leitura. Nela se conta a estranha história de Teodoro, um escriturário do Ministério do Reino que tem ganas de subir na vida, o que, as mais das vezes, equivale a descer na humanidade. Assim será também neste caso: tentado por já velhas ambições burguesas, Teodoro cometerá uma loucura que o levará a desejar ardentemente a paz da miséria. Entre a fantasia e a realidade, muitas verdades sobre a condição humana ficarão contadas neste espectáculo que Teresa Gafeira encenou a pensar muito particularmente num público juvenil mas não apenas ,adaptando para a cena, em co-autoria com Pedro Proença, o texto original de Eça.

Ficha Artística

A partir do conto de Eça de Queiroz
Adaptação de Teresa Gafeira e Pedro Proença
Encenação de Teresa Gafeira

Intérpretes André Alves, Catarina Campos Costa, Celestino Silva, Maria Frade, João Farraia e Pedro Walter
Cenário e figurinos Ana Paula Rocha
Desenho de luz José Carlos Nascimento
Desenho de som Miguel Laureano
Voz e elocução Luís Madureira
Projecções Pedro Proença
Operação de luz e som Miguel Laureano

Informações Adicionais

Descontos para menores 25 e maiores de 65 disponiveis na bilheteira do TMJB

Não é permitida a entrada após o início do espetáculo bem como a troca ou devolução do valor do bilhete.

Transportes Públicos

Metro Sul do Tejo
TST

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

Se isto é um homem

Teatro & Arte | Teatro

T. M. Joaquim Benite

Sala Experimental

Bella Figura

Teatro & Arte | Teatro

T. M. Joaquim Benite

Sala Principal