Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Barco Rabelo

Barco Rabelo

Formação & Educação | Diversos

Dir. Municipal da Cultura

Ciclo
Classificação Etária
Para todos os públicos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2019
out
26
Realizado

Duração

60 minutos

Promotor

Câmara Municipal do Porto

Informações Adicionais

Oferecido à Câmara Municipal do Porto em 1971, pela empresa Sousa Cruz & Cª Lda, este será o último rabelo fabricado em moldes tradicionais e utilizado no transporte fluvial que ainda podemos admirar, o último rabelo que deslizou silencioso pelas águas do Douro quando o rio era a estrada que ligava o Alto Douro ao Porto. Nos anos 1990 foi seccionado em cinco partes, numa operação orientada pelo arquiteto Lixa Filgueiras, especialista em embarcações tradicionais, dada a dificuldade de transporte do barco com 17,5m de comprimento. Desde então o rabelo aguardava um novo destino, uma nova missão, repousado nos jardins da Casa Tait. Agora, os seus espólios ajudam a contar a história da cidade, no recém-inaugurado Reservatório da Pasteleira. Assim, no dia em que se assinala o aniversário da primeira viagem turística no Douro, vamos descobrir mais sobre este objeto e o seu lugar na história do Porto, contada através do olhar de uma das arquitetas envolvidas no projeto do Reservatório e de um historiador dedicado aos temas do Douro.

Local:
Reservatório da Pasteleira
Rua de Gomes Eanes de Azurara, 122
4150-362 Porto

Partilhar