Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Encanecer | Mákina de Cena com Folha de Medronho

Encanecer | Mákina de Cena com Folha de Medronho

Teatro & Arte | Teatro

Cine-teatro Louletano

CineTeatro
Classificação Etária
Maiores de 16 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2019
nov
29
Realizado

Duração

60 minutos

Abertura Portas

21:00

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Câmara Municipal de Loulé

Sinopse

Encanecer
verbo intransitivo: 1. Criar cãs; envelhecer. // 2. [Figurado] Adquirir experiência. // verbo transitivo: 3. Fazer criar cãs; envelhecer.

"Depois da perda de dois entes muito queridos nos últimos anos, desenvolvi uma vontade irreprimível de falar sobre a passagem do tempo: a nossa passagem, enquanto seres humanos o crescimento, o amadurecimento, o envelhecimento; sobre escolhas e sobre a derradeira partida.
Quero falar das gerações invisíveis, dessas pessoas que são pais e filhos, até avós, que ainda se sentem responsáveis pelas escolhas que outros fazem ou fizeram. Quero falar de pessoas que, quase-reformadas ou recém-reformadas, não sabem o que fazer (ou fizeram) à vida, dos que, em pré-reforma, anseiam (ou deprimem) com a chegada da aposentação. Quero falar de adultos maduros, cuidadores de si e dos que os rodeiam, cheios de história(s), e que ainda podem ter toda uma vida por viver, sem saber como. Quero agradecer-lhes, dar-lhes voz e torná-los motivo de conversa.
Um dia seremos nós."
Carolina Santos

Em "Encanecer", Carolina Santos, criadora de percurso multidisciplinar, rodeou-se de artistas altamente qualificados, propondo um trabalho baseado na observação do outro, entre o real, o mistério e o absurdo.

Numa co-produção com a Folha de Medronho associação de Artes Performativas de Loulé, e com inspiração em textos de Mickaël de Oliveira, Clarice Lispector, Valter Hugo Mãe, entre outros, explorar-se-á este verbo encanecer, mergulhando nas sombras da normalidade e na beleza das transições e entre-fases da existência.

Direção artística e espaço cénico: Carolina Santos / Interpretação: Alexandra Diogo, Carolina Santos / Sonoplastia, música original e músico em palco: Marco Martins / Desenho de luz: Jorge Ribeiro / Figurinos: Carina Inês / Assistência de direção: Mariana Teiga / Aconselhamento artístico: João de Mello Alvim / Coprodução Mákina de Cena Associação Cultural, Folha de Medronho Associação de Artes Performativas de Loulé / Apoios: Câmara Municipal de Loulé, Cine-Teatro Louletano, Fundação GDA / Parceiros: Casa da Cultura de Loulé, First Round International Creative Platform

Preços

Preço: 8 € / 6 € para maiores de 65 e menores de 30 anos

Cartão de Amigo aplicável

-
Partilhar
Cartão de Amigo