Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Concerto RAP no Feminino

Concerto RAP no Feminino

Música & Festivais | Concerto

TAGV

Auditório
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2020
mar
13

Sessão

13 mar 2020 21:30
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

80 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Promotor

Universidade de Coimbra - Teatro Académico de Gil Vicente

Sinopse

O concerto RAP no Feminino é feito com Mynda Guevara, vinda do bairro da Cova da Moura em Lisboa, carrega no nome e na atitude a revolução que está intimamente ligada ao papel ainda muito minimizado das mulheres no RAP. O seu RAP, em crioulo, tem vindo a conquistar uma posição de respeito, por força de uma lírica em reflexo do seu papel enquanto mulher, afro-descendente e rapper no seio de uma sociedade estratificada.

Ficha Artística

Com Mynda Guevara (PT), Pi (PT), Muleca XIII (BR), Blink (PT)

Notas Suplementares

Evento integrado na XXII Semana Cultural da Universidade de Coimbra

Informações Adicionais

Pi é um número irracional, e por isso, não é possível defini-lo. Como o ser humano necessita de padrões e definições, costuma-se aproximá-lo ao número 3,14. No hip hop PI significa Ponto de Interrogação, uma rapper de Abrantes que pretende aproximar-nos através do autoquestionamento. A resposta dependerá de cada um/a.
BLINK nasceu em Lisboa numa altura em que o hip-hop feito em Portugal descobria o poder das redes sociais, BLINK experimentava sonoridades eletrónicas aliadas às referências que tinha no RAP. Depois de um percurso a solo a partir de 2013, e de colaborações com a dupla A.M.O.R., a rapper começou a explorar um guião mais atento, ativista e emancipatório. Deixou de lado a mera motivação em pertencer ao boys club que dominava o panorama underground , passando a ser uma voz emergente.
Muleca XIII é compositora e intérprete carioca. Começou a fazer RAP e graffiti em 2006, e desde então é activa em projetos socioculturais através da arte e da educação. Há cinco anos na europa, atuou em Festivais em França e Espanha, teve sua música produzida por Sam the Kid e já esteve em palco e rimas com Gabriel O Pensador e Cone Crew Diretoria. As suas marcas e principais identidades neste universo são as letras de métrica acelerada, o fastflow, as rimas improvisadas afiadas e o freestyle. A artista é integrante do coletivo de artistas Comando S.E.L.V.A , sigla que significa segue na estrada livre e voa anonimamente.

Preços

  • Plateia - 10€

Descontos

  • Alliance Française
  • Cartão FNAC
  • Comunidade U.C
  • Desempregado
  • Estudante
  • Grupo = ou > 10 pax
  • Maiores de 65 anos
  • Menores de 25 anos
  • Ord. Engenh. Reg. Centro
  • Ordem dos Arquitetos
  • Rede UC Cartão Alumni

Pontos de Referência

Praça da República

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

Esteira Cheia

Música & Festivais | Concerto

TAGV

Auditório

Shining

Teatro & Arte | Cinema

TAGV

Auditório