Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
ABRIGO PARA NÁUFRAGOS

ABRIGO PARA NÁUFRAGOS

Teatro & Arte | Teatro

T. M. Constantino Nery

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2021
set
25
a
2021
set
26
Realizado

Duração

90 minutos

Abertura Portas

21:00

Promotor

Câmara Municipal de Matosinhos

Sinopse

Abrigo para Náufragos é um espetáculo de teatro construído a partir das notícias de naufrágios na costa portuguesa publicadas no jornal O Comércio do Porto. Parte dessas notícias dizem respeito a barcos da Nazaré, e foram escritas pelo meu avô materno (até 1968) e pelo meu pai (a partir desse ano), que eram correspondentes do jornal durante esses períodos. O meu outro avô, o paterno, tinha morrido no mar, em 1951, com 71 anos, no seu 27ª acidente. O número de naufrágios a que tinha sobrevivido era tão impressionante que saiu uma notícia no jornal Boston Globe.

Os dois correspondentes do jornal, tanto o avô como o meu pai, tinham pequenas lojas de comércio que sobreviveram também a vários acidentes e um dia acabaram por fechar, tal como o próprio Comércio do Porto e as inúmeras lojas do centro das cidades. O comércio ainda não era de grandes superfícies, as lojas não eram franquias. Que aspetos da nossa vida em comum naufragaram com o fim do comércio local e da imprensa? Com esses naufrágios mudou a cara das ruas e avenidas, e o comércio de massas foi tomando conta das nossas vidas. A prova está na musealização das lojas antigas. Mas por cada loja típica protegida, quantas não se afundaram? E quais são os salvados desses naufrágios?

A partir de um ponto específico da costa pode contar-se a história de outros portos, para onde seguiam e de onde provinham barcos e pessoas. Os relatos dos acidentes no mar servirão de material para a construção de uma narrativa sobre as transformações da costa e dos trabalhos marítimos, desde o fim da Segunda Grande Guerra até à entrada de Portugal na União Europeia, focando a passagem da pesca artesanal para a pesca industrial, o crescimento do turismo, a mudança de regime político, e a criação de obras literárias e plásticas sobre o mar e os pescadores, na área a norte do Cabo Carvoeiro.

Ficha Artística

Texto: Diogo S. Figueira
Encenação: Jorge Louraço
Assistência de Encenação: Micaela Soares
Composição e Interpretação Musical: Carl Minnemann
Interpretação: Rui Oliveira, Tiago Araújo, Valdemar Santos
Cenografia e Figurinos: Patrícia Pescada
Desenho de Luz: Cláudia Valente
Coordenação de Produção: Patrícia Gonçalves


Coprodução: Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery,
Teatro Experimental do Porto
Apoio: Marionetas do Porto

Preços

Preço Inteiro - 7.50€

Sénior ( >65 ) - 5€

Estudante - 5€

Criança ( 0-14 anos) - 5€

Grupos = 10 - 20% sobre o valor de preço inteiro

 

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

LES PETITES GÉOMÉTRIES

Teatro & Arte | Marionetas

T. M. Constantino Nery

Sala Principal

M.A.R. - ANDREA DÍAZ REBOREDO

Teatro & Arte | Marionetas

T. M. Constantino Nery

Sala Principal