A BOL usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao fechar esta mensagem aceita a nossa política de cookies. SaberMais/ Fechar
Distrito Sala
Detalhe Evento
MÃO MORTA APRESENTAM “MUTANTES S21”no CURTAS VILA DO CONDE

MÃO MORTA APRESENTAM “MUTANTES S21”no CURTAS VILA DO CONDE

Música & Festivais | Concerto

Teatro M. Vila do Conde

Sala 1
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2017
jul
15
Realizado

Duração

65 minutos

Intervalo

Sem Intervalo.

Produtor

Curtas Metragens - Cooperativa de Produção Cultural CRL

Breve Introdução

Os Mão Morta recordam o 1º álbum da banda, "Mutantes S21", num concerto onde as ilustrações de 15 artistas vão ser manipuladas em tempo real.

Sinopse

No ano em que assinalam os 25 anos de "Mutantes S21", os Mão Morta juntam-se às celebrações do 25º aniversário do Curtas Vila do Conde e sobem ao palco do Teatro Municipal para uma apresentação integral do mítico álbum, com imagens manipuladas em tempo real a partir de um conjunto de ilustrações de reconhecidos artistas portugueses.

A banda de Adolfo Luxúria Canibal regressa ao festival, onde atuou há nove anos, para um concerto de celebração de "Mutantes S21", o quarto álbum do grupo que colocou os Mão Morta no radar do rock português. Este concerto vai revisitar todos os temas do álbum, incluindo três que serão tocados ao vivo pela primeira vez. A estas escolhas juntam-se ainda seis outras canções selecionadas pela banda, tendo por base letras que remetem para ambientes urbanos, relatando estórias de cidades.

Tendo como premissa a edição especial de "Mutantes S21", que em 1992 foi lançada com banda desenhada, os Mão Morta convidaram 15 ilustradores portugueses - Alex Gozblau, André Coelho, André Covas, Ângela Vieira, António Gonçalves, Esgar Acelerado, João Lemos, João Maio Pinto, José Carlos Costa, Marco Mendes, Marco Moura, Miguel Ogoshi, Raquel Costa, Sebastião Peixoto e Tiago Manuel - para desenvolverem um trabalho alusivo a cada um dos temas do disco. Sobre essas ilustrações, João Martinho Moura, artista de Arte Digital, desenvolverá um trabalho de visuais, atuando em tempo real com a banda.

Com onze álbuns editados, os Mão Morta formaram-se em 1984. Reza a lenda que Joaquim Pinto encontrou-se com Harry Crosby, baixista dos Swans, durante um concerto da banda americana em Berlim, em outubro desse ano. "Tens cara de baixista", terá dito Crosby a Joaquim Pinto. No mês seguinte, Joaquim Pinto comprou um baixo e fundou, em conjunto com Miguel Pedro e Adolfo Luxúria Canibal, os Mão Morta. Braga, cidade dos arcebispos e bastião por excelência da direita ultraconservadora, via assim nascer, por ironia do destino, uma banda cuja postura viria, ao longo dos anos, afrontar os valores morais e políticos de uma sociedade culturalmente marcada pelo salazarismo.


Este filme-concerto está integrado na secção STEREO do Curtas Vila do Conde que vai contar também com espetáculos de Capitão Fausto, Chassol, Atlantic Coast Orchestra, Evols, Pega Monstro, entre outros.

Notas Suplementares

50% desconto para portadores de FREE-PASS/ACREDITAÇÃO do Curtas Vila do Conde 2017, disponível apenas na bilheteira do Teatro Municipal de Vila do Conde, a partir de 8 de julho.

Mais informações em:
info@curtas.pt
festival.curtas.pt
(T) 252 646 516

Link Video

Partilhar