Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
É-Aqui-In-Ócio - Primeiro Amor

É-Aqui-In-Ócio - Primeiro Amor

Teatro & Arte | Teatro

Cine-Teatro Garrett

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2019
set
28
Realizado

Duração

60 minutos

Abertura Portas

21:00

Intervalo

Sem Intervalo.

Produtor

Varazim Teatro - G.A. - Associação Cultural e Juvenil

Sinopse

Primeiro Amor é um conto de Beckett, uma narrativa na primeira pessoa que tem as condições perfeitas para ser trabalhada e apresentada como monólogo. Primeiro Amor fala-nos de um homem absolutamente solitário, com graves problemas de sociabilização, vive completamente desfasado dos acontecimentos que o rodeiam, e/ou retira destes conclusões bastante peculiares. Aos vinte e cinco anos, momento em que nos relata esta história, apenas se relaciona com o seu pai, já morto, e com o seu amor, Lulu. Com as restantes pessoas relaciona-se de longe, nada tem contra elas, excepto o seu fedor. Ficamos também a saber que o seu sitio preferido são os cemitérios prefere a convivência com os mortos de que com os vivos. Lulu, a mulher que ama, é uma prostituta que o acolhe na sua casa, onde vive e onde trabalha. Lulu, passa a ser a sua mulher e espera um filho seu. No final deste relato nasce o seu filho, assoberbado com a situação, sai de casa, embora afirme que não abandonou aquele amor. É um relato/monólogo muito intimista, onde a personagem (sem nome) revela os aspectos e os labirintos mais profundos da sua alma e da sua vivência, pontuando-os sempre com o humor negro, característica Beckettiana. Trata-se portanto de um ser especial, fora da caixa, que relata a sua amargurada existência, potenciando no espectador a sua empatia e cumplicidade.
Teatro feito olhos nos olhos - actor e espectador.

Tradução e Dramaturgia - Pedro Diogo e Rui M. Silva
Consultoria para a Tradução e Dramaturgia - Francisco Luís Parreira
Encenação - Rui M. Silva
Interpretação - Pedro Diogo
Cenografia e Figurinos - Brigite Oleiro
Desenho de Luz - Nuno Samora
Música (Ambiente Sonoro) - António Pedro
Produção - Sara de Castro

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

MIGUEL GAMEIRO

Música & Festivais | Concerto

Cine-Teatro Garrett

Sala Principal

INTIMIDADE INDECENTE

Teatro & Arte | Teatro

Cine-Teatro Garrett

Sala Principal