Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
ESTA NOITE GRITA-SE -  DIAS INTEIROS NAS ÁRVORES de Marguerite Duras

ESTA NOITE GRITA-SE - DIAS INTEIROS NAS ÁRVORES de Marguerite Duras

Teatro & Arte | Leituras Encenadas

Centro Cultural Malaposta

Auditório
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2021
jul
01
Realizado

Duração

90 minutos

Promotor

Minutos Redondos, Lda.

Breve Introdução

Por questões de segurança e de modo a seguir as orientações em vigor, os lugares da sala onde se realiza este espetáculo/atividade SÃO MARCADOS, cumprindo o espaçamento de uma cadeira entre espectadores, mesmo que coabitantes. O uso de máscara é obrigatório.

Sinopse

O texto de Duras leva-nos ao derradeiro encontro entre mãe e filho. A mãe, que nos surge coberta de pulseiras de ouro, é dona de uma fábrica com Oitenta operários! Notável! numa ex-colónia francesa (talvez a Conchichina). Com a desculpa de vir comprar uma cama, vem fazer uma última visita ao filho mais predileto, que vive em Paris. Este vive com uma jovem rapariga órfã, Marcelle, e ambos trabalham num cabaret como profissionais da presença contratados para tornar o espaço mais apelativo e agradável. Ele vive cada dia como se fosse o último, esbanjando todo o pouco dinheiro que consegue em partidas de bacará. É o seu estilo de vida desde criança, quando, como os pássaros, subia às árvores e encantava a mãe com a sua beleza, a sua capacidade de não medir consequências, de não se esforçar. Dias Inteiros Nas Árvores realça o contraste entre o ócio e o trabalho, entre o prazer e a responsabilidade. Leva-nos a questionar (como Genet) a verdadeira essência da felicidade no dia-a-dia, perante defeitos que desprezamos como sociedade: desonestidade, vilanagem, viver à custa dos outros, maldade ou displicência. Mas... que poderia uma mãe querer mais do que a felicidade do seu próprio filho?

Ficha Artística

Intérpretes: Catarina Wallenstein, Guilherme Barroso, Marcello Urgeghe, Paula Só;
Direção Artística: Filipe Abreu e Miguel Maia;
Tradução: José Vieira de Lima;
Créditos fotográficos: Sónia Godinho;
Design Gráfico: Edoardo U. Trave

Preços

Preço Único - 4,00€

A marcação de lugares para pessoas com mobilidade reduzida (cadeira de rodas) deve ser realizada diretamente com a Malaposta através dos seguintes contactos: ccmalaposta@gmail.com ou 212478240

Pontos de Referência

Estação de serviço da Cepsa (Olival Basto)
Rotunda do Senhor Roubado

Transportes Públicos

METRO - ESTAÇÃO SR. ROUBADO [LINHA AMARELA]
AUTOCARRO - 736 [SERVIÇO DIURNO] | 206 [SERVIÇO NOTURNO]

Estacionamento

Parques de Estacionamento públicos circundantes

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

UM PROTESTO OU O AMOR QUE NOS FALTOU

Teatro & Arte | Teatro

Centro Cultural Malaposta

Sala Experimental

FILIPE KEIL, AO VIVO

Música & Festivais | Concerto

Centro Cultural Malaposta

Auditório