Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Solistas de Lisboa - 23 abr 2021

Solistas de Lisboa - 23 abr 2021

Música & Festivais | Concerto

Sala Virtual TNSC

Online
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2021
abr
23
Realizado

Duração

60 minutos

Promotor

OPART - Organismo de Produção Artística, EPE

Breve Introdução

TRANSMISSÃO ONLINE
23 de abril de 2021 às 21h

Solistas de Lisboa

Ludwig van Beethoven, Trio para clarinete, piano e violoncelo op. 11
Johannes Brahms, Quinteto para clarinete e cordas em Si menor op. 115

Curadoria e Violoncelo, Irene Lima

Violino , José Pereira, Antonio Figueiredo
Viola, Joana Cipriano
Clarinete, Candida Oliveira
Piano, Joana David

Em Clepsidra, Camilo Pessanha foi sensível ao enorme poder expressivo do violoncelo: Chorai arcadas / Do violoncelo! / Convulsionadas, / Pontes aladas / de pesadelo. Irene Lima, uma das mais destacadas violoncelistas portuguesas, mergulha-nos, porém, em encadeamentos curiosos, escolhendo um programa em que o clarinete claramente se destaca.
Tudo se iniciará no Classicismo vienense com um Trio de Beethoven composto em 1797, em cujo terceiro andamento surgem variações sobre a ária "Pria ch'io l'impegno" presente em L'amor marinaro de Joseph Weigl, dramma giocoso então popularíssimo em Viena. Outros compositores incluindo Niccolò Paganini - usaram a mesma melodia. Prossegue-se com o conhecido Quinteto para clarinete e cordas em Si menor, op. 115 de Brahms, o Romântico que mais amou os clássicos. Nesta obra, aliás, homenageia-se o célebre Quinteto para clarinete e cordas de Mozart.

Partilhar

Serviços Adicionais