Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Entidades Aderentes
Teatro Cine de Torres Vedras

Teatro Cine de Torres Vedras


Av. Tenente Valadim  |  Torres Vedras

2560-000 Torres Vedras

Contactos

Entidade Responsável

Câmara Municipal de Torres Vedras
NIF: 502173653

-
Pedro e o Lobo
O que Veem as Nuvens
Um Ano, Uma Vida
Peças
MÁRIO DANIEL - MINUTOS MÁGICOS – O ESPETÁCULO
Os Olhos de Orson Welles
E Todas as Crianças são Loucas
Sala de Estar #1
Nos Tempos de Gungunhana
"Landings" e "Qu'Ils Mangent de la Brioche:#Publicperception"
H5 - São Gonçalo de Lagos
H5 - São Gonçalo de Lagos C. M. Torres Vedras A organização cultural de identidades locais e regionais é quase sempre um preocesso longo e complexo que reúne diferentes estratégias políticas e simbólicas. Muitas vezes são as figuras referenciais de santos que, com as suas atracções culturais e devocionais, se convocam para organizar identidades locais. Nesta obra é possível conhecer a história de S. Gonçalo de Lagos, padroeiro da Cidade de Torres Vedras e compreender as suas funções sociais e culturais na definição de estruturas identitárias desta cidade. Autor: Jorge Gonçalves Guimarães Data de Edição: Outubro de 2004 Mais Info Comprar
Manoel  Agostinho Madeira Torres
Manoel Agostinho Madeira Torres C. M. Torres Vedras O Patrono da Escola Secundária de Madeira Torres Manoel Agostinho Madeira Torres Mais Info Comprar
H14 - Torres vedras no Reinado de Filipe II
H14 - Torres vedras no Reinado de Filipe II C. M. Torres Vedras O lançamento deste livro integrou-se no Programa das comemorações dos 30 anos de elevação de Torres Vedras a cidade. "Entre 1581 e 1598, 232 moradores de Torres Vedras foram perdoados por Filipe II, Rei de Portugal, da prática de diversos crimes (...). Estes documentos revelam-nos uma vila de Torres Vedras extremamente violenta, o que é normal face aos padrões da época. Um outro aspecto é o da ruralidade, visível, por exemplo, quando se caçava e se pescava em meses proibidos, quando gados provocavam danos em terrenos alheios, ou ainda quando acontecia a maior parte dos casos de roubo, furto e fogo posto. Autor: Paulo Drumond Braga Data de edição: Fevereiro 2009 Mais Info Comprar